TrotaMerica

"Quando o prefeito municipal foi chamado para assinar o contrato de consentimento da obra, deveria ter dito…"

DIARIO URUGUAI. Desde Livramento / Carlos Nilo.

«Quando o prefeito municipal foi chamado para assinar o contrato de consentimento da obra, deveria ter dito “primeiro vou analisar e saber a opinião da população santanense e depois respondo»

AUDIENCIA POR EL PARQUE 2016
AUDIÊNCIA PÚBLICA “OBRA NO PARQUE INTERNACIONAL”
Aconteceu ontem a Audiência Pública sobre a Obra do Parque Internacional, entre as autoridades presentes estavam; a consulesa do Uruguai no Brasil Dra. Liselott Sarlli Pose Cônsul do Brasil no Uruguai Dr. Rudá Gonzales Seferin , o representante do Ministério de Turismo do Uruguay Eduardo Pereira , representando a Prefeitura Municipal a Secretária do Planejamento Ana Paula Flores, o Secretário de Desenvolvimento o Sr Carlos Alves o Sr. Horacio Davila Secretário Geral de Governo, pelo Legislativo Municipal o Vereador Carlos Nilo na qualidade de Presidente Interino e o Vereador Gilber Gisler secretariando a Audiência. o Sr. Antonio Dorce, representando a Intendência Departamental de Rivera e o Arquiteto Martin Garcia. Carolina Normey representando a OAB, Nepomuceno Alves Presidente do Conselho de Cultura, Carlos Evangelista Presidente do Conselho de Planejamento da Cidade e o grupo SOS Parque representados por Marta Pujol, Roberto Custodio e Fabiane Duarte.
MESA DE VEREADORES LIVRAMENTO
A audiência começou com o Arquiteto Martin Garcia explanando seu projeto, e o Ministério de Turismo do Uruguai, através do Sr Eduardo Pereira explanou sobre os procedimentos legais realizados pela IDR e pelo Ministério de Turismo do Uruguai para a autorização da obra e resaltou que desde 2013 esta obra vem sendo diálogada com a Prefeitura Municipal, logo a Secretária de Planejamento Ana Paula Flores explicou respondeu o inquérito civil do Ministério Publico Federal dizendo que não havia necessidade do Município fazer um processo pois Rivera já havia feito todo a tramite legal, e como o Uruguai foi o captador de recursos e consequentemente o executor da obra somente o consentimento brasileiro era suficiente ,seguida disto o grupo SOS parque se argumentou a história e do monumento imexível como a Praça Internacional e questionou sobre o processo : Qual processo foi feito do lado brasileiro? Também disseram que são favoráveis a obra, porém, não encima do parque Internacional e deram algumas sugestões para a construção de tal, mas que não em solo da Praça Internacional.O Presidente do conselho de cultura falou sobre a questão histórica e sobre que deveríamos preservar a memória do Parque e que nossos netos e bisnetos não iriam conhecer, a não ser através de fotos como era o parque Internacional e resaltou a importância cultural do monumento que é um patrimônio material e imaterial. Após abriu-se a palavra ao plenário onde houve diversas manifestações na sua maioria contra a obra no parque internacional, porém, não contra em outro lugar após as manifestações as pessoas que estavam assistindo a audiência retornou a palavra para as conclusões e encaminhamento.
SOS EN DEFENSA DEL PARQUE EN AUDIENCIA
O Vereador Carlos Nilo agradeceu todos os presentes e seu colega, vereador Gilbert Gisler (XEPA) e concluiu que: baseado em todas as informações ali colocadas que o lado uruguaio fez sua parte e não há o que questionar, mas o lado brasileiro não o fez. Quando o prefeito municipal foi chamado para assinar o contrato de consentimento da obra, deveria ter dito “primeiro vou analisar e saber a opinião da população santanense e depois respondo”. Porém agiu de forma arbitrária e achou acima da população que representa. Nenhum gestor está acima do povo, disse o vereador. Esperamos que se ache um consenso e uma forma harmônica para resolver o impasse, pois vamos imaginar que o pior aconteça e a obra seja embargada! Quem irá arrumar o que já foi feito? Quem irá colocar dinheiro para recuperar o que foi retirado? Existe uma justiça bi nacional? Somos um povo irmão e assim devemos continuar que sirva de aprendizado para questões futuras e que o bom senso e o cumprimento da lei prevaleçam na decisão do Ministério Público Federal. O relatório desta audiência será encaminhado ao Ministério Público Federal ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil e a União do Parlamento do MERCOSUL, esta realizará sua reunião dia de 16 de março em Montevidéu e as obras da Praça Internacional será um dos assuntos, encerrou o vereador Nilo.
la audiencia por el Parque 2016
Ao final da reunião o representante do Ministério de Turismo do Uruguai entregou ao Vereador Carlos Nilo cópias de um parecer técnico do DEMA de Santana do Livramento sobre o corte de árvores, apresentação do projeto arquitetônico da obra um cronograma de datas das ações que foram feitas pelo ministério uma copia da ata feita em Montevidéu da comissão de limites o convenio entre o ministério de turismo do Uruguai e a intendência departamental sobre as obrigações da obra a autorização do ministério de educação e cultura do Uruguai o convenio assinado entre o intendente de Rivera e o prefeito de Santana do livramento a ata de aprovação da Câmara Empresarial Binacional a resolução do Ministério de Turismo uruguaio e o plano de gestão ambiental e social da construção do centro de visitantes que é a obra do Parque Internacional. Agradeço a presença de toda imprensa e a TV A Platéia que registrou mais de 800 acessos na hora da Audiência pública.

Noticias relacionadas

El pensador, de Antonio Pippo

Eduardo Merica

En Rivera, d-gen-eros, es una comisión mixta y binacional que está para lograr la Equidad con calidad de Género

Eduardo Merica

Respiro: Ministerio de Livramento pide que se investiguen los hechos que rodean las obras en Plaza Internacional

Eduardo Merica

Deja un comentario